Bandeira Protestante
Novo entendimento sobre Dízimo
Última atualização em 10/10/2020
Se preferir, assista o vídeo.

Neste estudo bíblico vamos entender e desmistificar uma das questões mais delicadas envolvendo as igrejas evangélicas brasileiras. Infelizmente, o dízimo ainda é muito mal entendido e muito mal explicado pela maioria das igrejas. É verdade, que os textos bíblicos, que falam sobre dízimo, nem sempre são muito claros. Por isso, requerem uma análise minuciosa e contextualizada para o seu pleno entendimento.

Nesse estudo, vamos falar sobre as três características mais importantes dos dízimos bíblicos. Vamos, também, entender a melhor maneira de prover economicamente as nossas igrejas, garantindo crescimento contínuo e a plena a satisfação dos membros.

Quem é obrigado a dar dízimo?
Uma das primeiras características que vamos descobrir, é que dar dízimo é uma exclusividade do povo que recebeu de Deus uma terra que mana leite e mel, denominada Canaã. Por ter retirado o povo israelita da escravidão do Egito, e ter-lhe dado essa terra, Deus exigiu desse povo um quinhão de um décimo sobre tudo o que aquela terra produzisse. E este quinhão, por ser de um décimo, passou a ser chamado de dízimo. Esta primeira característica está minuciosamente detalhada no vídeo 2: "Quem é obrigado a dar dízimo?", desse estudo.

Por que os dizimistas comiam os dízimos?
A segunda característica que nós vamos descobrir, é de que, dar dízimo, no Velho Testamento, não era um fardo para o povo israelita, e sim, um momento de grande satisfação. Era um momento de grande alegria porque, mesmo pertencendo a Deus, Deus ordenou a todos os israelitas que comecem os grãos e os animais dos dízimos, até se fartarem. Uma das pré-condições era, comer os dízimos na presença de Deus, e no lugar que Ele determinasse. A outra pré-condição era, que os dízimos tinham que ser usados, também, para alimentar os levitas porque Deus não havia lhes dado terra pra cultivar. A explicação e comprovação dessa característica, está no vídeo 3: "Por que os dizimistas comiam os dízimos?", desse estudo.

A lei do dízimo ainda está em vigor?
A terceira característica que vamos descobrir, é que, a partir do ano 70, todos os sacrifícios da lei cessaram, incluindo os sacrifícios que os sacerdotes e levitas faziam com os dízimos. Isso aconteceu porque os israelitas já não tinham mais terra para produzir os dízimos, e nem templo para apresentá-los.

No ano 70 DC, Deus ordenou a destruição do templo, e a expulsão dos judeus da terra prometida. Daí, surge a seguinte pergunta: De onde, então, deve sair os recursos financeiros para sustentar a igreja de Cristo? Acredito, que se adotarmos uma postura correta, em relação a dízimos e ofertas, poderemos quadruplicar o número de membros em todo o Brasil. É sobre isso, que vamos falar detalhadamente ao estudarmos a terceira característica dos dízimos, no vídeo 4: "A lei do dízimo ainda está em vigor?", desse estudo.

Valvim Dutra - Autor do Livro Renasce Brasil


Copyright - A republicação dos artigos deste site é permitida desde que citada a fonte com um link para a página original.

Nota: Este artigo é a expressão do pensamento e opinião pessoal do autor, resguardada e protegida pelo direito constitucional inviolável da liberdade de expressão no Brasil. O autor é o único responsável pelas ideias e opiniões expressas acima.

Link Patrocinado
Canal YouTube
Link Patrocinado
Principais páginas deste Site
Importante: Os anúncios tipo links patrocinados são publicidades externas, automatizadas, e eventualmente podem não refletir os objetivos e ideais deste site.
☰ Menu