Bandeira Brasil Protestante
Benefícios e malefícios das religiões africanas no Brasil
Última atualização em 18/03/2020

Neste vídeo, vamos tratar de uma questão muito delicada, porém, de importância fundamental para o desenvolvimento de qualquer nação. O mundo inteiro sabe que os países mais pobres e mais sofridos se encontram no continente africano. A Etiópia, Moçambique, Guiné-Bissau, Burkina Fasso, Ruanda e Serra Leoa, por exemplo, fazem parte dos países mais pobres e mais subdesenvolvidos do mundo.

A cultura africana, mesmo fora da áfrica, nunca conseguiu desenvolver socialmente ou economicamente os povos que as praticam. O Haiti, por exemplo, apesar de ficar no continente americano, preferiu mesclar o catolicismo com as religiões africanas criando o Vodu, que é atualmente a religião oficial do país. O baixo desempenho social e econômico, do Haiti, é de conhecimento geral e lamentado por todos. Lá, prevalece a pobreza e sofrimentos de todos os tipos. (Só pra esclarecer, o Vodu haitiano é similar à Macumba brasileira).

Cuba, é um outro exemplo de país adepto de religiões africanas no continente americano. Antes de serem subjugados por Fidel Castro e obrigados a se tornarem ateístas, os cubanos eram praticantes da Santería. Santería é um tipo de sincretismo que combina santos católicos, com deuses africanos. O destino de Cuba, também foi bastante triste. Apesar das centenas de propagandas tendenciosas, feitas pelos esquerdistas aqui no Brasil, o povo cubano é composto de pessoas sofridas e obrigadas a se manterem caladas pelas autoridades comunistas.

Diferentemente do catolicismo, onde os fiéis esperam que os santos criem milagres para atender suas necessidades, nas religiões africanas acredita-se que os orixás atenderão seus adeptos retirando de quem tem, e dando pra quem pede. Isso pode ser facilmente constatado olhando os classificados de jornais. Neles, existem milhares de pais de santo e mães de santo oferecendo-se pra desfazer o casamento de alguém, trazer a pessoa amada a seus pés, amarrar fulano a ciclano, ou colocar obstáculo na vida de A ou de B, etc.

A técnica de retirar um bem de uma pessoa e transferir pra outra, como a praticada pelas religiões de matriz africana, não produz crescimento econômico ou desenvolvimento social. Ela gera, na verdade, é desejos de vingança entre os prejudicados e os beneficiados alimentando violências de forma contínua.

As pessoas que conhecem esse assunto, dizem que a ação sobrenatural dos deuses africanos é real, porém sempre prejudiciais coletivamente porque perde-se mais do que se ganha. Por isso, os povos que praticam rituais africanos, para obterem vantagens uns sobre os outros, não prosperam e costumam viver sob frequentes guerras civis.

No Brasil, muitos artistas e políticos vendem suas almas aos orixás em troca de sucesso. Com isso, os artistas autênticos e os políticos de bem, perdem seus merecidos lugares pra essas pessoas injustas e ficam no anonimato. E, pra completar, o país fica com os falsos artistas e com os falsos políticos influenciando negativamente a sociedade brasileira.

No continente africano, existe um país que conseguiu se libertar do sincretismo religioso ao se tornar cristão protestante. Esse país é atualmente o mais desenvolvido do continente e se chama África do Sul. Lá, 68% da população é protestante e isso garantiu altíssimos índices de educação, saúde e desempenho econômico.

Portanto, não faz sentido alimentarmos a cultura africana na nossa sociedade só porque isso fez parte das nossas raízes. Temos que pensar no futuro, e não no passado. A única maneira de reduzirmos a influência negativa das macumbas em nossa sociedade, é realizarmos uma reforma protestante na própria igreja católica. Ao cessarmos os cultos a santos católicos, o país se tornará menos vulnerável a todas as demais práticas pagãs existentes no Brasil.

Por isso, eu peço mais uma vez e vou continuar pedindo insistentemente: Senhores padres, bispos, arcebispos e cardeais, por favor, pensem no Brasil e promovam uma reforma cristã protestante na Igreja Católica Brasileira. Os senhores têm em suas mãos a capacidade e o poder de mudar radicalmente o destino social e econômico da nossa nação. Sejam mais brasileiros e menos romanos, para que, no futuro, os senhores sejam lembrados como os grandes heróis brasileiros.

Assista o vídeo 6 em: Reformando o Brasil - Vídeo 6
E o vídeo 7 em: Reformando o Brasil - Vídeo 8

Valvim Dutra - Autor do Livro Renasce Brasil


Copyright - A republicação dos artigos deste site é permitida desde que citada a fonte com um link para a página original.

Nota: Este artigo é a expressão do pensamento e opinião pessoal do autor, resguardada e protegida pelo direito constitucional inviolável da liberdade de expressão no Brasil. O autor é o único responsável pelas ideias e opiniões expressas acima.

Link Patrocinado
Img protestantes
Links Patrocinados
Principais páginas deste Site
Importante: Os anúncios tipo links patrocinados são publicidades externas, automatizadas, e eventualmente podem não refletir os objetivos e ideais deste site.
☰ Menu